Uma Dose Gamer – O futuro do futebol em console. PES ou FIFA?

Voltando de umas longas férias na europa, fugindo desse calor infernal carioca, a mente doentia que vos escreve está de volta com a coluna de tema mais nerd possível no blog mais nerd possível ( com muita pressão! Alias, não tenho salario! ). Vamos abordar algum tema que preste, porque não a nova geração de games de esportes? E ai, você já escolheu se pra próxima temporada você será um Fifeiro ou Peszeiro? Calce sua chuteira, ajeite o meião e que role a bola.

A nova geração de consoles veio para nos proporcionar um novo modo de jogatina, um novo modo de interatividade. A indústria gamer tem muito o que trabalhar para explorar 100% da capacidade do console, desde gráficos, enredos, multiplayers e assim vai. Os games de esportes evoluíram tanto nos últimos anos que garanto que você não sente saudade daquele Winning Eleven de Playstation 1 ( mentira… da uma saudade ;/ ). A evolução foi tanta que o mercado só tem espaço para 2 franquias que abordam o esporte mais famoso do mundo. A Konami e a EA tiveram muito trabalho para o lançamento de seus novos games, não só para agradar fãs, mas também críticos. PES 2014 e FIFA 14 vem para mostrar que sim, seu time que não joga nada num campeonato da vida pode dar uma surra num Barcelona.

Poderia escrever um texto enorme sobre prós e contras de ambos, que alias, um deles chega até ter uma diferença absurda a seu antecessor. Comecemos pelo PES, o qual teve a maior alteração no seu modo de jogo, menu, jogabilidade entre outros. Seu menu inicial já começa sendo uma coisa horrorosa. O que os japas da Konami pensaram ao elaborá-lo? Lembra muito o menu do PES para Wii. Além de uma trilha sonora precária, a confusão de cores é um ponto muito negativo. Não só o menu inicial é precário, como também o menu no modo de jogo. Aquele bom e velho modo de arrumação tática foi modificado um pouco, dando um pouco de dor de cabeça a galera acostumada ao PES 13. Bom, tocando agora a bola para a lateral, uma das características positivas são os pontos de habilidades dos jogadores na liga brasileira. Tudo bem que eles cagaram pra aparência dos jogadores do Brasileirão, se empenhando apenas nos jogadores cujos times participaram da libertadores ou jogadores renomados mundialmente, mas o interessante foi ver que a pontuação de habilidades não está tão precária comparada a versão anterior. Jogadores com força numa base 75 até 88 mais ou menos, até mesmo os reservas chegam a ser interessantes de se jogar. Não fica aquela coisa escrota de você jogar com um Renato Abreu no seu time e a força de chute dele ser 60…

Agora, o mais interessante dos PES 2014 é com certeza seu novo motor Fox Engine. Um dos pequenos problemas que afastava mais e mais adeptos ao PES era com certeza a jogabilidade. Um jogo onde havia mil possibilidades de ‘’macetar’’ ficava chato de se jogar, mas com esse novo motor de engine, todo esse problema está acabado. Focando para um modo de jogo mais simulador que arcade, a jogabilidade fica mais viciante, devido ao realismo no controle de bola, passe, chute, posicionamento de cada jogador em campo.

Bom, após um 1º tempo de muita mudança, que comece o 2º tempo com FIFA 14. Se colocarmos FIFA 14 e FIFA 13 um do lado do outro podemos até dizer que é o mesmo jogo. A Eletronic Arts praticamente tem mantido o mesmo gráfico a alguns anos, não que seja ruim, pois os gráficos do FIFA são um dos melhores comparados a outros games de esportes. As mudanças foram poucas nesse novo game, o menu é praticamente o mesmo e a trilha sonora está aturável. Mudanças no modo de disputa de bola corpo a corpo sofreram algumas alterações, mas algo que a EA anda pecando no FIFA é a bola alta. De 10 cruzamentos, 8 são gols. O domínio de bola está mais realista, onde desde a força do passe recebido ao modo como o jogador mata e controla a bola interfere em um passe futuro ou finalização. Mudanças básicas, mas que mantêm seus adeptos e consagrando com novos e novos fãs da franquia.

Ao anuncio da nova geração de consoles, sabíamos que haveria um tempo até que a as industrias usassem no mínimo 90% da capacidade dos novos consoles. Konami e EA vêm mostrando seus produtos apenas para dizerem que ainda estão ali e que o futuro está ali ao lado para os games de esportes, um futuro onde se tornarão mais simuladores da vida real, a cada desempenho de jogador em suas ligas. O cartão de visita deles está entregue para você passar seu 2014 na jogatina, agora basta decidir: PES ou FIFA? A bola rolou e você tem mais um ano para sua escolha.

Victor Hugo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s