Uma Dose Gamer – Adeus Nintendo?

Renascendo das cinzas, ressurgindo do mundo dos mortos e proclamando o seu lugar de direito neste blog, a mente doentia que vos escreve está de volta com a coluna de tema mais nerd possível no blog mais nerd possível. Com o coração pesado e tristeza nas palavras, lhe convido a perder uns minutos da sua vida lendo esse texto que pode ser mais triste que o filme ‘’Sempre ao seu lado’’.

Nós, gamers do mundo todo, estamos acompanhando há anos a atual situação da superpotência no mercado de games mundial, a Nintendo. Considerada uma das pioneiras dos consoles, muitos de nós tivemos a honra acompanhar em nossa infância franquias que duram até hoje, como Super Mario, Zelda, Metroid, Pokêmon, entre outros. A Nintendo tem como ponto marcante seus games de aventura, mais focado em gráficos cartunescos, com personagens únicos e marcantes para toda uma geração. Sucessos como o SNES e N64 são o marco da história da empresa japonesa.

Com a evolução da tecnologia, a Nintendo nos proporcionou novos modos de interatividade e jogabilidade nunca vistos antes. Podemos afirmar que o Nintendo Wii foi de explodir cérebros! Considerado uma grande revolução no mundo de games, o console bateu recordes de venda em todo o mundo, superando marcas até de consoles das concorrentes. Mas como nem tudo são rosas, a realidade hoje em dia é outra.

Partimos ao ponto do seu console atual, o Nintendo Wii U. Sucessor do Nintendo Wii, o console veio para continuar o sucesso do seu anterior, mas infelizmente vem trazendo poucos lucros a empresa japonesa. Desde o lançamento do Wii U em novembro de 2012, o vídeo game não conseguiu atingir números eficientes em vedas. A novidade dos controles sensíveis a movimentos, que trouxe até quem não jogava vídeo game para frente da TV, não se repetiu com o Gamepad.

O principal problema enfrentado pelo Wii U é a escassez de jogos, principalmente no primeiro semestre de 2013 e a ausência de games populares como “Grand Theft Auto V”. A Nintendo foca demais em seus clássicos, o que pode ser considerado um erro gravíssimo. Os gostos e estilos de jogadores por todo mundo se altera conforme os anos, algo que deve ser explorado. O fato de a Nintendo focar nos seus games exclusivos não é errado, mas não aderir a games de peso fere muito o valor do console.

Com tais fatores que estão influenciando na venda do console, a Nintendo se viu obrigada a anunciar a redução do numero de vendas do Wii U em até 70%. A empresa esperava vender 9 milhões de consoles até março de 2014, mas a expectativa é que Wii U venda ‘apenas’ 2,8 milhões até o período. São valores alarmantes para uma super potencia no ramo de games. A previsão de venda de jogos também teve um grande corte, caindo de 38 milhões de games vendidos para 19 milhões até março, quando se encerra o ano fiscal da Nintendo. As vendas para as festas de final de ano poderiam dar o crescimento esperado nas vendas do Wii U, mas o desempenho não foi alcançado. Embora tanto o Wii U quanto o 3DS tiveram aumentos nas vendas em novembro e em dezembro de 2013, os números ficaram abaixo do previsto.

Mesmo sem alcançar as previsões de vendas, o Nintendo 3DS, considerado o forte atual dos lucros da empresa, foi o líder do mercado de videogames portáteis em todo o mundo. Mesmo assim, a empresa reduziu de 18 milhões para 13,5 milhões a expectativa de vendas do dispositivo. O número de jogos vendidos para o portátil também foi reduzido de 80 milhões para 66 milhões até março de 2014.

Ao que tudo se indica, a Nintendo entrará em seu 3º ano de prejuízos. Tais cortes em vendas irão trazer um prejuízo operacional de 35 bilhões de ienes (US$ 335,76 milhões), ante uma projeção inicial lucrativa de 100 bilhões de ienes.

Com as quedas financeiras e em vendas, concorrentes no mercado de games cobiçam suas franquias. Especula-se noticias sobre pressão de terceiros para a Nintendo abandonar o mercado de consoles e vender suas franquias para smartphones, tablets e concorrentes. O presidente da Nintendo, Satoru Iwata, afirma que a pressão é grande e que assume os prejuízos da empresa, mas que não é tão simples assim se desfazer de suas franquias. Será esse o fim dos consoles da Nintendo? Será que um dia veremos Mario rodando num console da Sony? Exemplos podem ser usados como as franquias da Sega que hoje em dia são disponíveis para todos consoles. Com isso, Microsoft e Sony são unanimes no mercado.

Victor Hugo

Anúncios

2 comentários sobre “Uma Dose Gamer – Adeus Nintendo?

  1. Fim dos consoles Nintendo? De onde tu tirou isso? A Nintendo sozinha vale mais que a Sony inteira. Mesmo com prejuízos a Nintendo não vai falir, cara. Não viaja. Ademais, a Nintendo já divulgou novamente suas ações esse mês e já estão estáveis novamente, antes desse reboliço todo com o WiiU.

  2. Pelo o que eu li no texto, ninguém está afirmando que a Nintendo vai parar de produzir consoles. Está sendo feita uma pergunta: “Será esse o fim dos consoles da Nintendo?”. Essa pergunta não está sendo feita apenas por esse blog, mas por todos os especialistas em economia do mundo.
    Segue uma matéria feita pela Bloomberg na semana passada: http://www.bloomberg.com/news/2014-01-19/nintendo-pressed-to-exit-hardware-after-wii-u-flop.html
    A noticia mais animadora foi um pequeno aumento nas ações ontem, depois de uma queda de mais 18% essa semana depois que os números do último ano fiscal foram divulgados.
    Como fã de games, fico triste por essa perspectiva, mas já vimos outras gigantes encerrarem sua produção de consoles…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s