Capitão América: Guerra Civil – O melhor filme do MCU e muito mais

CaptaiN_America_civil_war

12 filmes depois, muitos diziam que a fórmula de universo compartilhado da Marvel começava a mostrar sinais de desgaste. Eu , particularmente, não poderia discordar mais desses profetas do apocalipse que afirmam que o “gênero de super heróis” está em declínio e que a Disney/Marvel só faz filmes repetitivos. Os irmãos Russo já tinham calado esses críticos do mainstream em Capitão América: o Soldado Invernal, quando fizeram um thriller de espionagem protagonizado por super heróis que desafiava qualquer rótulo pejorativo.

Joe e Anthony Russo eram a opção óbvia para dirigir a sequência que prometia colocar o Sentinela da Liberdade em rota de colisão com o Homem de Ferro, em Capitão América: Guerra Civil.  A expectativa era enorme, não só pelo fato de ser uma adaptação de uma das sagas mais cultuadas da história recente dos quadrinhos, mas também por ser o primeiro filme com participação do Homem Aranha, fruto da parceria Disney/Sony. O que vemos em tela é a representação máxima da essência do Marvel Cinematic Universe, um filme que certamente já tem um lugar guardado na história da cultura pop.

Continue lendo

Anúncios

Divertida Mente – E se os nossos sentimentos tivessem sentimentos?

insideoutposter

Devo admitir que nos últimos anos, por mais que a técnica continuasse fantástica, a Pixar não conseguia manter a qualidade de outrora. O cancelamento de Newt e o adiamento de O Bom Dinossauro de agosto de 2014 para novembro de 2015, deixou um vácuo no calendário do estúdio e instaurou um principio de crise. Pela primeira vez desde 2005, passaríamos um ano sem um filme da Pixar nos cinemas.

Se você me conhece ou acompanha esse humilde blog, você provavelmente sabe o quanto eu sou apaixonado pela Pixar e como 2014 foi um ano díficil para mim! A eterna criança que existe em mim – aquela mesmo que sonha em ter uma coleção de HQs do Senhor Incrível e que deseja comer uma fatia de pizza no Pizza Planet –  precisava de um filme que resgatasse o espírito do estúdio. Esse filme veio das mãos de Peter Docter (Up – Altas Aventuras) e se chama Divertida Mente. Preparem seus lenços porque são literalmente muitos feels!

Continue lendo

Capitão América: O Soldado Invernal – Thriller político super poderoso

Ao contrário do que muitos pensam, o Capitão América não se define como pura propaganda de um ideal patriótico. Mesmo com um nome e uniforme ufanistas, o Sentinela da Liberdade foi obrigado a se adaptar a esse universo cinzento onde os inimigos não são tão facilmente identificáveis, servindo como uma figura antagônica e questionadora em relação ao governo americano. As melhores histórias do bandeiroso foram desenvolvidas nesse contexto menos inocente e dessa forma que Capitão América: O Soldado Invernal se chega aos cinemas, mas sem deixar de fora elementos básicos responsáveis pelo sucesso dos filmes do universo Marvel.

Continue lendo