Ela – O amor ultrapassando a barreira da artificialidade

Somos  criaturas com uma enorme necessidade de se relacionar. Antes do inicio da era digital, as relações sociais ocorriam de maneira mais próxima, mas com os avanços tecnológicos e a criação das redes sociais, barreiras foram quebradas unindo cada vez mais as pessoas. Paradoxalmente, estamos cada vez mais juntos, mas não estamos próximos, pois nossas relações interpessoais ganharam muito em quantidade, mas perderam ainda mais em qualidade. Ainda assim, permanecemos com nossas necessidades óbvias de oferecer e receber em troca qualquer tipo de afeto. É nesse universo repleto de artificialidade e impessoalidade que Spike Jonze desenvolve Ela.

Continue lendo

Anúncios

O Lobo de Wall Street – Uma ode a cobiça

O cineasta Martin Scorsese se estabeleceu em Hollywood com seus filmes de violência urbana, cujos personagens sempre contam com uma construção bastante complexa, senso de moral duvidoso e as mais diversas perturbações.  Longas como Cabo do Medo, Cassino, Taxi Driver e Os Bons Companheiros têm como principal marca seus anti-heróis e sua paranóias. Se você pensou que aos 71 anos, Scorsese se dedicaria a filmes mais leves como A Invenção de Hugo Cabret, pensou errado! Em O Lobo de Wall Street o experiente diretor demonstra um vigor e um espírito subversivo absurdo, ao expor os bastidores e esquemas de uma quadrilha de executivos de Wall Street.

Continue lendo