Mad Max: A Estrada da Fúria – Testemunhem a loucura!

MM-Main-Poster

Faziam 30 anos desde que George Miller se aventurou pela última vez no universo devastado de Mad Max. Apenas a trilogia original, que foi responsável por projetar a carreira de Mel Gibson, já era suficiente para credenciar o já septuagenário diretor como visionário. Afinal de contas, não é qualquer um que consegue construir uma mitologia baseada em um western pós-apocaliptico australiano com uma estética sadomosoquista.

Muitas pessoas pensaram: “Ai Hollywood é tão sem imaginação…outro(a) reboot/sequência. Vai ser uma merda! #mimimi”. Mas essa desconfiança se dissipa como oxigênio no coração de uma explosão de dois motores V8, quando as luzes se apagam e a projeção começa. O retorno do cineasta para a franquia que o consagrou é glorioso e arrebatador.

Continue lendo

Anúncios